27/8/2019

Por que não demitir?

Série: Contratações e demissões

Por que não demitir?

líder, leader, insegurança, demissão, carreira

Falar sobre demissão é um assunto relativamente delicado, tanto para empresas, quanto para os profissionais que a solicitam, pois trata-se de um rompimento de uma relação e dificilmente um rompimento é algo confortável para o ser humano. Tanto porque geralmente quem provoca o rompimento não sabe qual será a reação do outro ao receber a notícia, quanto porque o ser humano tende a se colocar no lugar do outro que recebe a notícia, mesmo que inconsciente.

Existem alguns tipos de demissões, porém falaremos, mais especificamente sobre comportamentos e dificuldades diante desse processo.

Motivos para demitir

Para o empregador demitir existem algumas razões, como:

• O profissional não performou conforme o esperado ou prometido por ele no processo seletivo;

• Postura antiética dentro da empresa ou em relação a ela, inclusive nas redes sociais;

• Assédio sexual ou moral;

• Desvios de valores diretos ou indiretos da empresa;

• Quebra de sigilo da empresa, etc.

Embora os funcionários não imaginem, mas muitos empregadores têm dificuldades na hora de tomar a decisão de demitir alguém da equipe e mais dificuldade ainda em efetuar a demissão.

Um dos grandes fatores que pode pesar para essa dificuldade é pelo fato do profissional, a ser demitido, ter responsabilidades em sustentar a família, ou então, quando o profissional tem dificuldades dentro de casa.

Uma reflexão para o líder fazer é de que quando o profissional provoca a sua demissão, seja por ser antiético, seja por não ter preocupação em performar bem, ele fez suas escolhas e, com elas, provocou sua demissão. Se esse profissional não pensou na família ou nas dificuldades antes de fazer suas escolhas, os líderes não devem se responsabilizar pela ação de demitir. Quem, indiretamente se demitiu, foi o próprio profissional.

Outra reflexão para o líder é sobre os prejuízos tangíveis e intangíveis quando não demite alguém que esteja prejudicando a empresa. Em muitos casos, o custo intangível, a longo prazo, é maior que o tangível.

Por exemplo: imagine uma equipe que está trabalhando bem, com pessoas comprometidas, que oferecem seu melhor pelo trabalho, de repente surge na equipe alguém que não está no mesmo ritmo e, mesmo o líder fazendo sua parte como líder para preparar essa pessoa, ela não melhora e continuado mesmo jeito. Manter um profissional assim tende afetar a equipe, visto que alguns podem começar a pensar que não vale a pena se dedicar tanto, então cai rendimento, produção, interfere na sinergia da equipe, consequentemente nos resultados. Recuperar uma equipe desmotivada não é um processo rápido.

O fundamental para a empresa é fazer a demissão de forma ética, seguindo a legislação, sem denegrir a imagem da pessoa para a equipe.

Alguns profissionais precisam dessa mexida para melhorar postura e melhorar nas atividades que executa. É algo semelhante com a Parábola da Vaquinha e do precipício, pois se o profissional aproveitar a oportunidade para refletir suas falhas, pode ter um grande aproveitamento e evoluir consideravelmente, mas se ele preferir a postura de vítima da situação, perderá grande oportunidade, o que representa uma escolha lamentável.

Quando a decisão parte do profissional?

dúvida, pensativa, insegurança, demissão, carreira

Não são apenas os líderes que sofrem ao demitir, alguns profissionais também apresentam dificuldades em pedir demissão. Quando a decisão é tomada pelo profissional, em sua maioria, ocorre por:

• Uma oportunidade melhor de carreira e/ou financeira;

• incompatibilidade com a equipe e/ou empresa;

• não se sentir reconhecido pela sua liderança;

• Planejamento na carreira, ou seja, dentro da sua programação pessoal, ele busca adquirir experiência por determinado tempo e seguir para novas oportunidades;

• mudança de cidade ou país...

Mas independente do motivo que leva a solicitar a demissão, pessoas com perfil mais vinculado a relacionamentos ou mais emocionais, ao criar vínculos de amizade na equipe e gostar do local em que trabalha, podem apresentar dificuldades para buscar crescimento de carreira, evitando ou postergando esse rompimento. Quando esse rompimento acontece torna-se bastante difícil para elas, contribuindo para o crescimento de ansiedade, angústia e até insônia. Não quer dizer que as pessoas menos emocionais quebrem o vínculo sem nenhum sentimento, pois, exceto em questões patológicas, os seres humanos criam vínculos, se afinizam uns com os outros, mas apresentam um pouco mais de facilidade comparado às pessoas com características mais emocionais.

É importante pensar o que é mais importante para você: estar em um lugar que gosta, nem sempre com possibilidade de crescimento, mas se sente bem em trabalhar e conviver, ou então, focar no seu plano de carreira pessoal e buscar melhorar, se desenvolver em novas oportunidades, inclusive com possibilidade de novos bons vínculos?

Dicas

A escolha é muito pessoal, mas vale a pena pensar e, se encontrar dificuldades para esse processo, tenho sugestões para te apoiar:

• Anote no papel ou em documento virtual suas metas pessoais e profissionais a curto, médio e longo prazo.

• Depois liste os seus ganhos e possíveis perdas em se manter onde está.

• Dê um peso para cada ítem, faça um somatório e veja os resultados.

• Pondere também o quanto a função atual te deixa perto ou distante das tuas metas pessoais e profissionais.

Espero que essas reflexões contribuam paraa sua tomada de decisão. E lembre-se que rompimentos, bem como criar novos vínculos, são movimentos que fazem parte da vida.

Revisão de texto: Felipe Toazza Caldeira

Receba nossos posts por e-mail

Melhore sua vida profissional

Muito obrigada! Logo entraremos em contato.
Oops! Algo não funcionou como deveria, confira seus dados!
Nós odiamos lixo eletrônico, tanto quanto você.

Acompanhe:

Fale com a Daiane Cordeiro Coach em Curitiba pelo whatsappFacebook da Daiane Cordeiro Coaching & Training, Coach e Treinamentos focados em melhorar seus resultados em Curitiba e regiãoInstagram da Daiane Cordeiro Coach and Training Curitiba. Conheça o método que vai mudar sua vida profissional.Adicione a Daiane Cordeiro no seu linkedin e saiba todas nossas novidades.Adicione o canal da Daiane Cordeiro Coach em Curitiba
Grimpo Comunicação, atraia mais clientes através da internet. Criação de Sites, Marketing Digital e mais serviços pensados para aumentar seu faturamento.